>
Estilo de Vida

21 bons filmes para ver após a Ancine “esconder” as produções brasileiras

Central do Brasil


A Agência Nacional do Cinema retirou cartazes de títulos nacionais dos corredores de sua sede e do site da instituição, gerando críticas de artistas

A notícia de que cartazes de filmes nacionais foram retirados das paredes da sede da Agência Nacional do Cinema (Ancine), no Centro do Rio de Janeiro, gerou comoção nas redes sociais. Conforme noticiado pela Folha de S.Paulo, a remoção dos cerca de cem quadros expondo pôsteres de filmes brasileiros antigos e em cartaz que costumavam estar lá desde 2002 aconteceu na sexta-feira (29). Também sumiu do site da instituição a listagem dos nacionais que estão nos cinemas.

Entre os cartazes retirados, estariam alguns referentes a clássicos do cinema nacional, como Deus e o Diabo na Terra do Sol, O Bandido da Luz Vermelha e Cabra Marcado para Morrer. Em resposta ao que seria uma represália da nova direção do órgão a filmes em desacordo às suas ideologias políticas interpretação rejeitada pela Ancine , atrizes, atores e cineastas estão divulgando cartazes de filmes brasileiros.

Abaixo, você confere indicações deles e outras opções do cinema nacional que podem ser assistidas em diferentes plataformas de streaming.

Um governo que não valoriza a sua cultura não valoriza a história do seu país”, escreveu a atriz Maria Ribeiro, ao compartilhar o pôster de Como Nossos Pais, dirigido por Laís Bodanzky. Esse filme pode ser assistindo na plataforma de streaming Telecine Play.  

View this post on Instagram

Cinema é identidade. Como conhecer o Brasil sem ter visto um filme do Glauber Rocha? Do Nelson Pereira dos Santos? Ruy Guerra? Domingos? Lais Bodanski? Anna Muylaert? Sem conhecer a história da Vera Cruz, das chanchadas da Atlântida? Quantos filmes nos serviram de espelho, no bom e no mau sentido? Cabra Marcado pra Morrer, do Coutinho, Central do Brasil, Cidade de Deus, Tropa de Elite? Um governo que não valoriza a sua cultura não valoriza a história do seu país. Alguém já disse que a arte existe por que viver não é suficiente. A arte salva, amplia os horizontes, acalma o coração, ensina a viver. Se houvesse salas de cinema, aulas de música, poesia e teatro em todos os lugares onde o governo entra apenas com descaso e violência, o Brasil jamais teria eleito Jair Bolsonaro. #ocinemabrasileiroemcartaz

A post shared by Maria Ribeiro (@mariaaribeiro) on

 

A atriz Camila Pitanga compartilhou o cartaz de Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca, que está disponível no Google Play Filmes . Também compartilhou Benzinho, de Gustavo Pizzi, que também pode ser visto na mesma plataforma ou no Telecine Play.

 

Uma seleção de títulos foi feita pela atriz Leandra Leal. Entre os divulgados por ela, estão O Lobo Atrás da Porta (no Google), Que Horas Ela Volta? (no Globoplay), O Som ao Redor (no Netflix), Dominguinhos (no Globosat Play), Minha Vida em Marte (no Telecine Play), A vida Invisível (em cartaz nos cinemas). Ela escreveu “O Brasil tem filme pra entreter, pra fazer chorar, pra ‘sair da sessão frouxa de rir’, pra ficar chocado, pra ficar pensando dias sobre aquela trama…”, escreveu Leandra.

View this post on Instagram

Por que vamos ao cinema? Não sei se há resposta pra essa pergunta. Só sei que temos a necessidade de ir ao cinema desde que ele nos foi apresentado. Fico pensando no caráter de reconhecimento e construção da gente enquanto gente que o cinema traz. Além disso, ele agrega. É incrível a experiência de estar coletivamente num espaço buscando o mesmo objetivo e, durante o processo, se reconhecer no outro quando ouve uma risada, ou um longo suspiro. Acho que a gente se territorializa mais a partir dessa troca. “Não fui a única que chorou” ou “não fui a única que achou engraçado” ou “como pode eles estarem rindo?”. Lembro de um texto de Giorgio Agamben, que diz (ou foi o que eu quis entender) que uma das coisas que diferenciam o ser humano de outras espécies é o fato de ir ao cinema. E, no meio de tudo isso, está o Cinema Nacional. Histórico, potente, lucrativo. Sim, nunca será demais lembrar que o audiovisual brasileiro dá dinheiro. Eu tenho certeza de que alguns de vcs que me leem agora conhecem alguém que trabalha com cinema; seja no roteiro, na direção, no elenco, na maquinaria, na edição, nos bastidores… São anos de história. E eu tenho muito orgulho de olhar pra trás e ver o quanto nos fortalecemos. O Brasil tem filme pra entreter, pra fazer chorar, pra “sair da sessão frouxa de rir”, pra ficar chocado, pra ficar pensando dias sobre aquela trama… E, além disso, tem as experiências pessoais. Não é segredo pra ninguém que eu me descobri profissionalmente num set de filmagem. Foi ali, olhando ao redor, que entendi o que eu queria ser e como poderia dar a minha contribuição ao mundo através da arte. É onde me encontro, é pelo que transpiro. Não sei se saberia ser outra coisa. Não me cobro isso. Sou feliz fazendo cinema, atuando, dirigindo, produzindo, contando histórias e fazendo com que as pessoas se divirtam, se emocionem, reflitam e, finalmente, saiam da sessão diferentes de como entraram. Vida longa ao Cinema Nacional. #ocinemabrasileiroemcartaz #audiovisualbrasileiro #Ancinesemfilmeesemcartaz

A post shared by Leandra Leal (@leandraleal) on

 

Um dos títulos escolhidos pela atriz Alinne Moraes foi Tim Maia: Vale o que vier, disponível no Globoplay. “Absurda a retirada dos cartazes de filmes brasileiros das paredes e plataformas digitais da Ancine”, protestou ela.

 

 

Outros ótimos filmes brasileiros para assistir do conforto de sua casa…

Bruna Surfistinha | Globoplay 

Elis | Globoplay

Dona Flor e seus dois maridos | Telecine Play 

Central do Brasil | Telecine Play

Cidade de Deus | Netflix 

Hoje eu quero voltar sozinho | Netflix 

Nise: O coração da loucura | Netflix 

Colegas | Netflix 

Democracia em vertigem | Netflix 

Estou me guardando para quando o carnaval chegar | Netflix 

À deriva | Globoplay 

É proibido fumar | Amazon Prime Vídeo

 

https://platform.instagram.com/en_US/embeds.js



Source link

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares

To Top
%d blogueiros gostam disto: