>
Estilo de Vida

Mulher que empurrou Marcelo Rossi: Quem é a mulher que empurrou o Padre Marcelo Rossi

Mulher que empurrou Marcelo Rossi: Quem é a mulher que empurrou o Padre Marcelo Rossi


A fiel de 32 anos apresentou confusão mental durante depoimento e alega sofrer de transtorno psiquiátrico

Por Da Redação

access_time

15 jul 2019, 12h28

Na tarde de domingo (14), o padre Marcelo Rossi foi empurrado do palco por uma mulher durante missa em Cachoeira Paulista (SP). A identidade da autora foi preservada, mas, de acordo com a Delegacia Seccional policial de Guaratinguetá, ela tem 32 anos, é natural do Rio de Janeiro e demonstrou confusão mental ao prestar depoimento.

V.H.F.S., como está sendo identificada, foi à comunidade Canção Nova, onde aconteceu a missa, com uma excursão. Ela alega sofrer transtorno bipolar e afirmou que está em tratamento psiquiátrico.

Na saída da delegacia, a mulher disse que o ocorrido foi algo entre ela e o padre. “Entre eu e ele, entre eu e ele”, falou. Em seguida, ela entrou em um carro da Canção Nova para ser levada de volta à Cachoeira Paulista, onde passou a noite em uma pousada.

De acordo com o delegado responsável pelo registro da ocorrência, Daniel Castro, ela afirmou, em depoimento, que a intenção era se aproximar para conversar com o sacerdote e não para agredi-lo. No entanto, segundo ele, as suas declarações foram “desencontradas”.

“Ela falou que queria entrar para conversar com ele e que se assustou na hora que viu os seguranças correndo atrás dela. É a versão dela, mas quem vê as imagens vê que não tem nada disso [seguranças correndo atrás dela]. Ela entrou correndo, se assustou e empurrou ele num momento em que meio que surtou, perdeu o controle, mas que não tinha intenção nenhuma, que queria só conversar com ele”, afirma Castro ao UOL.

Mulher que empurrou padre Marcelo Rossi saindo da delegacia Mulher que empurrou padre Marcelo Rossi saindo da delegacia após prestar depoimento.

Mulher que empurrou padre Marcelo Rossi saindo da delegacia após prestar depoimento. (TV Globo/Reprodução)

Filho de três anos

V.H.F.S foi à excursão na companhia de seu filho de três anos de idade. Com ocorrido, um representante do Conselho Tutelar de Cachoeira Paulista também foi à delegacia. Segundo Maria Cristiane Batista, o menor está agora sob responsabilidade de outra conselheira em uma pousada da cidade.

Na delegacia onde foi colhido o depoimento, em Lorena (SP), estavam presentes também dois representantes da Canção Nova, mas eles não deram entrevista. Além deles, havia também uma das organizadoras da excursão do Rio na qual estava a agressora, mas ela também não deu declaração.

Agressão

Um vídeo do momento da agressão circulou pela web no final da tarde de domingo (14). Na gravação, o padre Marcelo Rossi aparece celebrando uma missa quando uma mulher corre em sua direção e o empurra com força, fazendo com que ele caia do palco.

Padre Marcelo Rossi sendo atendido após empurrão Padre Marcelo Rossi sendo atendido após empurrão

Padre Marcelo Rossi sendo atendido após empurrão (TV Globo/Reprodução)

O momento aconteceu durante o acampamento PHN (Por Hoje Não, por hoje não vou mais pecar), promovido pela Comunidade Canção Nova em sua sede, na cidade de Cachoeira Paulista (SP). O evento reúne centenas de milhares de jovens católicos.

Após o susto, o sacerdote apareceu em uma foto mostrando que está bem. A publicação foi feita pelo perfil oficial da Comunidade Católica Canção Nova e mostra o sacerdote ao lado de outros padres. “Padre Marcelo está ótimo graças a Deus. Nosso Deus sempre no comando”, diz a legenda da foto.

Padre não quis registrar B.O.

O padre Marcelo Rossi optou por não registrar a queixa, mas a emissora católica fez a ocorrência contra a mulher e o caso foi registrado como lesão corporal. De acordo com a Polícia Civil, se o padre não apresentar queixa contra mulher em até seis meses, o caso será arquivado.

A mulher vai permanecer em liberdade. O caso vai para a polícia em Cachoeira Paulista.

Leia também: Médico e prefeito é acusado de abusar sexualmente de pacientes

Família é encontrada morta em apartamento em Santo André

Síndrome de burnout: Izabella Camargo conta a sua história no podcast “Senta Lá CLAUDIA”



Source link

Mais populares

To Top
%d blogueiros gostam disto: